Como Plastificar Papel

Ao plastificar um papel, você o estará protegendo da sujeira, das dobras, do envelhecimento e da descoloração. Você poderá optar por plastificar um documento de lembrança, como o anúncio do casamento, ou um documento que será manuseado com frequência, como um cardápio.

A São Rafael realiza plastificação de documentos, crachá, formato 1/2 ofício, cardápios, plastificação em formato A4 ou ofício tamanho 216 x 330 mm (milímetros), também em formato A3 tamanho 420 x 297 mm (milímetros) e em espessuras de 0,3 a 0,7 mm (milímetros). Entre em contato e faça seu orçamento online.

A plastificação de documentos é uma prática comum. Muitas pessoas fazem replastificação de um RG antigo, por exemplo, a fim de proporcionar maior durabilidade à cédula de identidade.

Mas é preciso tomar cuidado, documentos replastificados não tem validade alguma para cartórios de notas e de registro civil, seja para solicitar certidões, abertura de firma ou qualquer outro serviço.

 

Plastificação de documentos deve seguir a lei

A proibição está prevista no Provimento nº 25/2006, da Corregedoria Geral da Justiça do Estado de São Paulo e visa evitar fraudes. A replastificação muitas vezes é usada como forma de adulterar documentos de identidade.

Entre os documentos que não podem receber uma nova plastificação, está o RG, Carteira Nacional de Habilitação (CNH), o passaporte e as carteiras de exercício profissional. Já o titulo de eleitor, pode ser plastificado.

Em todos os casos, antes de plastificar qualquer documento é importante saber se a pratica é permitida. Uma boa alternativa é plastificar cópias autentificadas, assim é possível deixar o documento original guardado e conserva-lo em seu estado original.

Adicionar comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *